Arquivo da tag: CCK Poker Team

A explosão dos Poker Teams – Milena Magrini

Dando continuidade à série de entrevistas com as Musas dos Teams do Betmotion, conversamos com a Milena Magrini, integrante do CCK Poker Team e mesa finalista da 1ª Etapa do Main Event do BSOP 2014.

Super solícita, ela compartilha conosco um pouco de sua história no Poker e suas aspirações.

Milena Magrini CCK Poker Team
Milena Magrini
CCK Poker Team

 

Queens of Poker: Como foi teu primeiro contato com o Poker?

Milena: Meu primeiro contato com o poker foi em 2005 com um ex namorado! Lembro que ele imprimiu para mim as regras e jogadas do Poker e me botou para estudar!!! rsrs Logo em seguida começamos a ir em um Home Game na casa de uns amigos em Jaú, onde morava, e nunca mais parei de jogar!

MILENA 05

Queens of Poker: Em algum momento pensou em desistir? Se positivo, por quê?

Milena: Sim, no ano de 2013 passei por momentos difíceis e acabei desacreditando nas pessoas, mas minha vontade de vencer e meu amor pelo Poker falou bem mais alto e aqui estou.

Queens of Poker: Como surgiu a oportunidade de fazer parte do Team do Betmotion?

Milena: A Beatriz Fonseca, minha amiga e que também é do time, entrou no Troll Team e me indicou. Logo em seguida participamos do projeto Ladies e hoje estamos no CCK, o divisor de águas na minha carreira

Queens of Poker: Os eventos ao vivo também são patrocinados?

Milena: Sim, todos os lives são patrocinados pelo Betmotion!

MILENA 01

Queens of Poker: Obtiveste um grande resultado no Main Event da 1ª Etapa do BSOP SP. Qual foi o momento mais difícil no torneio?

Milena: Acho que foi na mesa semifinal, quando fui para a mesa da TV. Senti um pouco a pressão, mas depois vi que foi melhor assim, fui me acostumando e as mensagens que recebi de toda a galera me deram forças para continuar!!

MILENA 03

Queens of Poker: Usaste uma estratégica específica em algum momento do torneio, como para passar para o dia B ou na bolha?

Milena: Ah, eu joguei o joguinho, rsrsrsrs!! Em cada mesa que eu sentava eu procurava avaliar os jogadores e aprimorar meu jogo, não fiz nada de diferente, apenas tive muita calma, paciência e pensava bastante antes de qualquer jogada.

Queens of Poker: Qual o sentimento em chegar na FT do evento nacional mais importante?

Milena: Nossa, foi a melhor coisa que eu senti. Claro que é uma reponsabilidade muito grande, porém foi muito bom receber todas as mensagens de força e apoio, toda a energia positiva vindo do Brasil todo, foi muito bom…e ter a possibilidade de cravar o maior torneio nacional é demais…!!

Queens of Poker: Uma mão marcante na FT foi o all in contra o jogador Paraguaio em que estava na frente pré flop (AKo x 76s). Como avalia a jogada dele? Mudaria algo na ação?

Milena: Essa foi a mão do torneio, se eu ganhasse esse pote, ficaria muito bem. Tomei a famosa “bad”, mas isso faz parte do jogo. O Paraguaio tinha 10 BBs e também era um jogador agressivo. A minha jogada foi normal, ele me tribetou deixando pouca ficha para trás, eu tinha que dar all in e ele já estava comitado, não tinha como foldar mais, e aconteceu o que todo mundo viu, baaad! Não mudaria nada na ação.

Queens of Poker: Quais tuas metas para 2014?

Milena: Minha meta é continuar grindando online e live, estudar mais, desenvolver mais meu jogo, jogar todas as metas do BSOP por causa do Ranking e ser feliz por fazer o que eu amo. Quero muito ver mais mulheres no pano também! Bora mulherada!

Mensagem paras as mulheres jogadoras de poker.

Mulherada, não tenham medo, nós somos capazes de jogar com os homens de igual para igual sim, venham jogar, vão sentir a melhor emoção do mundo ao sentar em uma mesa de Poker, nós temos uma força incrível…

Mulheres no topo sempre!!!

Twitter : @milenamagrini

Nick Betmotion : mimagrini

Anúncios

A explosão dos Poker Teams – Beatriz Fonseca

Com o BOOMM do Poker o Mercado cresceu na mesma proporção que os jogadores (estima-se que o Brasil é o País com o maior crescimento em número de players). Não são só as Salas, Clubes, Escolas Online, …, com a tão almejada profissionalização, vemos um grande número de Teams.

Mas o que é um Team? Como funcionam? Por que fazer parte de um?

Para nos ajudar a responder estas questões, convidamos as Meninas que fazem parte de Teams da Sala de Poker Betmotion. Todas muito solícitas! Agradecemos por compartilharem suas experiências conosco!

Para iniciar essa série de bate papo, contamos com a colaboração da Beatriz Fonseca, integrante do CCK Poker Team.

Beatriz Fonseca CCK Poker Team
Beatriz Fonseca
CCK Poker Team

 

Queens of Poker: Como foi teu primeiro contato com o Poker?

Beatriz Fonseca: Foi através de um ex namorado que jogava recreativamente, não gostava que ele jogasse, mas de tanto insistir, acabei criando uma conta num site pra jogar dinheiro fictício, ele me ensinou o básico do básico, coisas como “tem que fazer par” rsrs Nós terminamos, eu continuei e ele parou.

Queens of Poker:  Como surgiu a oportunidade de fazer parte do Team do Betmotion?

Beatriz Fonseca: Meu primeiro contato com um time do betmotion foi através do CCK em 2012, o Andrei “Porco Espinho” me convidou pra fazer parte do time logo no início, eu não tinha a menor noção de poker mesmo, era muito, muito, muito ruim e acabei saindo. No início do ano, um amigo me indicou para o Troll Team e com as aulas do Bruno Jerônimo, pude aprender um pouco mais. Logo depois veio a oportunidade de fazer parte do Ladies Team por um curto período de tempo e, aí veio o divisor de águas pra mim, o meu retorno pro CCK em Agosto/2013.

Queens of Poker: É casada ou namora? O parceiro e família apoiam?

Beatriz Fonseca: Não sou casada e nem namoro. Minha família não aceitava no início, mas depois viram que era realmente o que eu queria e hoje me dão total apoio, torcem e incentivam. Meu pai até me cobra nos dias que me vê sem jogar rsrsrs

Queens of Poker:  Como é sua rotina?

Beatriz Fonseca: Normalmente inicio o grind as 14h e vou até 1h, faço tudo o que tenho pra fazer antes desse horário pra poder jogar tranquila e focada. Quando vou para os lives, procuro descansar o máximo que posso antes da viagem e dormir o mais cedo possível nos dias de jogo.

Queens of Poker:  O Team oferece coach? Como funciona? Quem ministra?

Beatriz Fonseca: Sim, temos coachings semanais com os instrutores do CCK, Flávio Nakatani (um dos maiores ganhadores da rede microgaming) e o Carlos “Bola de Gude” Galvão, feitos com reviews de torneios dos próprios jogadores do time e também de alguns profissionais que eles achem interessante pro nosso aprendizado, além do acompanhamento diário via áudio em todas as retas finais.

Queens of Poker:  Quais outros benefícios há em fazer parte do Team?

Beatriz Fonseca: Trocar experiências com os outros jogadores, não só sobre o game em si, mas sobre a rotina e também sobre problemas. Posso dizer que o nosso benefício no CCK é sermos uma família, um cuida do outro, se preocupa, brinca e aprende. O Poker mexe muito com o psicológico e ter pessoas ao lado que te fortalecem e te empurram pra frente é maravilhoso. Além de acompanharmos o jogo uns dos outros e ter a oporunidade de corrigir os leaks em tempo real.

Queens of Poker:  Qual a média de deal dos Teams?

Beatriz Fonseca: Gira em torno de 25 a 50%, dificilmente vai ser mais do que isso.

Queens of Poker:  Tempo de dedicação?

Beatriz Fonseca: Eu acredito que o poker exija tempo de dedicação integral, tudo o que você vai fazer, tem que pensar se não vai afetar a sua disposição e o tempo de estudo individual que é muito importante,  até enquanto você está acompanhando alguém  em alguma reta está se dedicando, aprendendo e aprimorando seu jogo.

Queens of Poker:  Como é a relação com os demais integrantes?

Beatriz Fonseca: O pessoal do CCK se trata como uma família mesmo, temos uma relação bem gostosa, nos damos bem, brincamos, brigamos as vezes, mas nos respeitamos muito.

Queens of Poker:  Os eventos ao vivo são patrocinados?

Beatriz Fonseca: Sim, não acontece em todos os casos, mas no meu são sim.

Queens of Poker:  O Poker é tua única profissão ou exerce mais alguma atividade?

Beatriz Fonseca: Não, me dedico somente ao poker.

Queens of Poker:  O que mudou no teu jogo e na tua vida ao fazer parte do Team?

Beatriz Fonseca: Tudo rsrs Aprendi a ter disciplina, a trabalhar em grupo, ficar feliz pelo resultado dos outros. O meu jogo de junho/2013 pra hoje melhorou absurdamente, não tem nem como comparar, ter alguém te acompanhando o tempo todo e te corrigindo, te fazem crescer muito em pouquissimo tempo. É como aprender inglês em uma escola ou ir morar fora.

Twitter @beatrizlfonseca

Nick Betmotion beafonseca